Natal na Irlanda e algumas curiosidades desta festa mágica

Tradução: Amanda Melo

O Natal na Irlanda é, sem dúvida, a maior festa do ano, por se tratar de um país predominantemente cristão. As festividades são, em geral, muito semelhantes às realizadas nos Estados Unidos e no Reino Unido. No entanto, eles têm algumas tradições e costumes específicos.

Em primeiro lugar, eles celebram o Natal oficialmente desde a véspera de Natal até a festa da Epifania, no dia 6 de janeiro. Mas desde o início do mês, ou mesmo antes, você já pode ver as decorações de Natal em todos os lugares: nas ruas, lojas, casas etc. Eles praticamente trocam as decorações de Halloween por uma árvore de Natal, luzes coloridas e guirlandas.

Além disso, uma de suas tradições mais populares é deixar uma vela acesa em uma janela, como um símbolo de hospitalidade, cujo objetivo principal é receber Maria e José. Além disso, celebram o Natação de Natal, que leva as pessoas a nadar no mar na manhã de Natal, uma tradição muito corajosa, levando em consideração as temperaturas muito baixas no inverno na Irlanda.

Na véspera de Natal, as crianças aguardam presentes do Papai Noel,  para serem abertos na manhã de Natal. Na língua gaélica, Papai Noel é ‘Daidína Nollag’, Natal é ‘Nollaig’ e Feliz Natal é ‘Nollaig Shona Dhuit’.

Finalmente, eles comemoram também O Pequeno Natal, o dia oficial em que as pessoas removem as decorações dos cristãos. É chamado também de Natal das mulheres, uma tradição muito forte em Cork e Kerry, porque naquele dia as mulheres saem para comemorar com outras mulheres, enquanto os homens ficam em casa cuidando das tarefas domésticas do dia.

Cursiosidades sobre o Natal

Àrvore de Natal

É um dos símbolos mais importantes do Natal, e é um dos elementos que sempre encontramos em todas as praças, lojas e casas durante o período de Natal, sempre cheios de guirlandas, bolas e luzes. Mas você já pensou por que temos essa tradição? Existem milhares de teorias sobre sua origem, mas as reivindicações mais fortes de que consiste  em uma tradição celta. Para comemorar a chegada do solstício de inverno, eles fariam uma oferenda a Frey, o deus do sol e da fertilidade, decorando uma árvore.

No século VIII, os religiosos Bonifácio foram à Europa Central e à Alemanha para evangelizar esses países e, quando ele encontrou essa tradição celta, ele a reconverteu como cristã. Em 1840, quase um milênio depois, a árvore de Natal se tornou popular com a forma que a conhecemos hoje quando a rainha Vitória do Reino Unido se casou com o príncipe alemão Albert da Saxônia, que trouxe para a Inglaterra o hábito de decorar uma árvore.

Papai Noel

Papai Noel, também conhecido como São Nicolau e Pai Natal, é outro símbolo importante do Natal. Ele é o homem que traz presentes para os bons filhos na véspera de Natal. A tradição se originou de uma pessoa: São Nicolau. Ele era um bispo católico canonizado e venerado em muitos países da Europa Central e do Norte. Na Holanda, ele foi adotado como patrono e chamado Sinterklaas. No final do século XVII, o influxo de emigrantes holandeses para a América do Norte trouxe essa tradição para lá.

Com o tempo, seu nome original foi transformado. Em 1809, o escritor Washington Irving transformou o santo holandês Sinterklaas na pronúncia mais fácil em inglês: Papai Noel. Em 1863, Papai Noel adquiriu sua forma típica de um cavalheiro barbudo gordo, vestindo uma roupa  vermelha, botas altas e boné. Isso foi graças ao cartunista sueco Thomas Nast, que desenhou esse personagem para suas tiras de Natal no Harper’s Weekly.

O Sábio ou os Três Reis Magos

Essa tradição não é comemorada em todos os lugares, mas a encontramos em muitos países da Europa Central, como Polônia, Alemanha, Bélgica e Espanha. Além disso, nos países do continente americano em que houve uma presença espanhola importante, há diferentes celebrações em torno dos Três Reis: México, Argentina, Uruguai, República Dominicana, Colômbia, Venezuela, Paraguai, Porto Rico ou Cuba.

Uma das lendas mais compartilhadas durante a evangelização do continente europeu foi a que fala sobre a chegada em Belém de três sábios, também conhecidos como ‘Magos’. Não sabemos quantos eram na realidade, é apenas um palpite, porque trouxeram três presentes: ouro, incenso e mirra.

Em alguns dos países previamente nomeados, em 5 de janeiro, uma Cavalgada dos Reis é organizada em homenagem a essa tradição. No dia seguinte, é um feriado nacional e é o dia em que as crianças recebem seus presentes de Natal se tiverem sido boas, mas se tiverem se comportado mal, receberão apenas carvão. Antes, as crianças deveriam ter enviado uma carta aos reis, listando os presentes que eles querem e os méritos para aqueles que merecem recebê-los.

____

Este blog pertence à NED Training Centre. Você sonha em estudar inglês e avançar na sua carreira profissional? Fale com a gente! http://www.ned.ie  ☘ ✈ 🇮🇪 Invista no seu futuro! – – ☎ +353 (0) 1 8783047
📩 info@ned.ie 💬FB Messenger

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =