Como você comemora o dia da independência do seu país?

Tradução: Amanda Melo

Quando você chega em Dublin, você percebe de cara um multiculturalismo inacreditável. O misto de culturas é encantador e, por isso, é impossível não se contagiar e conhecer mais das culturas dos vários países aqui representados pelos seus colegas de sala, de casa, de trabalho, etc. É nesse mix cultural que percebemos que, apesar das diferenças, somos todos tão semelhantes. Inclusive, nos marcos históricos! “Mas, como assim?”, você pode estar se perguntando. Vou te explicar agora.

Para a minha supresa, descobri que o Brasil, o Chile, o México e a Costa Rica, países que estão muito bem representados aqui em Dublin, comemoram suas independências no mesmo mês: setembro. Sendo o Brasil o primeiro, no dia 7, seguido pela Costa Rica, no dia 15, depois o México, no dia 16 e, por fim, o Chile no dia 18.

Por esse motivo tão especial vamos unir as culturas e explicar para vocês como, geralmente, esses países costumam comemorar esse dia tão especial na sua história. Assim, mesmo longe de casa, você não vai deixar de sentir o gostinho de casa!

7 de Setembro – Independência do Brasil

Como boa brasileira, eu mesma vou falar um pouco do que acontece no meu país tropical. Como de costume, as comemorações do dia 7 de setembro iniciam sempre com a Parada Militar ou Desfile de 7 de stembro. Essa parada, que acontece nas principais avenidas das capitais brasileiras, consite no desfile de todas as forças armadas brasileiras, como uma forma de agradecimento aos seus serviços. Na capital do país, Brasília, o desfile ainda tem uma significado maior, quando o presidente da República faz uma revista as 3 forças: Exército, Marinha e Aeronáutica. Nos estados: além das 3 forças, desfilam: a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar.

Além disso, as escolas também fazem desfiles nos bairros em comemoração à data, com direito a concursos de bandas marciais das escolas. É um desfile que reúne muitas famílias nas ruas, geralmente vestidos de verde e amarelo e onde, principalmente as crianças se divertem bastante.

Na mesma data acontece o Grito dos Excluídos – assim que termina o desfile, movimentos sociais tomam as ruas e fazem sua crítica pela melhoria de vida dos mais pobres.

Depois do desfile, partimos direto para um almoço clássico de todo brasileiro: a feijoada. Acredito que, por se tratar de um país enorme, repleto de micro culturas em cada região, esse prato pode variar um pouco, mas são poucos os brasileiros que recusam uma bela feijoada. Feijoada sempre com muitas carnes, arroz branco, couve refogada e algumas fatias de laranja para o pós-almoço.

15 de setembro – Independência da Costa Rica

“Em Roma, faça como os romanos”, foi por isso que falei com meu querido amigo costarriquenho, Allan, para saber exatamente como eles celebram o Dia da Independência, e deixe-me contar para vocês: fiquei completamente impressionada e empolgada! Segundo ele, “começamos as celebrações na noite anterior ao dia 15, com o ‘Recorrido de Faroles’, um desfile onde as crianças se divertem com amigos e familiares e iluminam a noite com esses falores artesanais, cantando canções tradicionais da Costa Rica e informando a todos que o Dia da Independência está prestes a estrelar”. Allan continuou dizendo que na manhã do dia seguinte acontece o desfile de bandas, com percussão  que enchem os corações costa riquenhos de orgulho das suas tradições. “É hora de comemorar e para entender como é o desfile da Rosa, temos apenas com música da Costa Rica e todo mundo usando as cores da nossa bandeira”, disse. Durante o desfile, são feitas apresentações de dança da Costa Rica e, à noite, há outro desfile novamente, “só queremos continuar comemorando nosso Dia da Independência”, diz Allan.

16 de setembro – Independência da México

Claro, não perderia a oportunidade de convidar meu grande amigo do México, Mariano, para me contar mais sobre a comemoração do dia da independência. Segundo ele, um dos partidos mais representativos dos mexicanos, são sem dúvida os partidos nacionais em setembro. Em que todos os anos comemoramos, lembramos e comemoramos sua independência, gritando em uma só voz, VIVA MÉXICO. “Todo o país é decorado com as cores da bandeira, e os restaurantes preparam menus especiais com pratos típicos da temporada, como pozole, guacamole ou chiles em Nogada e dos bairros mais populares aos hotéis mais exclusivos. as famosas “noites mexicanas” animadas com músicas de mariachi, tequila e lanches “, explica Mariano.

Ele continua dizendo que “sem dúvida, se falamos de arte culinária, o México tem uma das gastronomias mais ricas nas quais milhares de turistas apreciam comida típica e testemunham o tradicional grito de independência no coração da Cidade do México. pelo Presidente do México do Palácio Nacional na praça principal na noite de 15 de setembro. No entanto, não importa se estamos no México ou em outro país, porque como mexicanos celebramos a festa com música, comida, tequila e muita alegria ”. Ele não está certo?

18 de setembro – Independência da Chile

E o último Dia da Independência deste mês é comemorado pelo Chile. Daisy, minha amiga chilena de coração me disse,  que no Chile “El Dieciocho” é a data mais importante para todos os chilenos.

É comemorado desde 1811, nos 18 e 19 de setembro e, embora o feriado oficial ocorra apenas nesses dois dias, as celebrações podem durar uma semana. O “Ato de Independência” foi assinado em 12 de fevereiro de 1818, mas em 18 de setembro de 1810 foi instituído o “Primeiro Conselho Nacional de Governo”, então é uma maneira de comemorar todo o processo de independência. No dia seguinte, no dia 19 de setembro, as glórias do Exército são comemoradas com a tradicional “Parada Militar”.

O Fiestas Patrias é o melhor momento para experimentar as danças, comidas e bebidas mais tradicionais do Chile. As empanadas de pinheiro são um alimento clássico desta data: uma torta frita recheada com carne moída, cebola, ovo cozido, passas e azeitonas. Naturalmente, essas empanadas saborosas são melhor lavadas com um terremoto. Esta bebida açucarada é feita com sorvete de abacaxi, um vinho branco doce e samambaia, um licor de ervas ou granadina. O terremoto aparentemente doce não recebe o nome “terremoto” por nada, então beba com cuidado.

As Ramadas costumam ser instaladas em todo o país, onde a festa começa, misturando música e dança do folclore nacional com pratos e bebidas típicas da culinária chilena.

Outra coisa importante nessas datas é que é obrigatório levantar a bandeira chilena em todos os distritos públicos e privados do país; caso contrário, eles receberão uma multa.

Os “asados” ou churrascos são outro elemento essencial para as comemorações dos feriados nacionais. Os anticuchos, ou espetos de carne, são cozidos na grelha e geralmente incluem carne, lingüiça, cebola e pimentão. Os choripanes também são comuns: salsicha grelhada servida com pão marraqueta recém-assado e molho de tomate, cebola, coentro e alho chamado “pebre”.

E é claro que também são feitos jogos típicos, como corridas de cavalos, “la rayuela”, um jogo comum que envolve o lançamento estratégico de um disco pesado. Outro jogo popular durante essas celebrações seria o “emboque”, que é um brinquedo de copo e bola, muitas vezes jogado por crianças e é tradição em empinar pipas durante essas comemorações.

____________

Este blog pertence à NED Training Centre. Você sonha em estudar inglês e avançar na sua carreira profissional? Fale com a gente! http://www.ned.ie  Invista no seu futuro! – – +353 (0) 1 8783047
info@ned.ie FB Messenger

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *